VAMOS REDUZIR A NOSSA PEGADA HUMANA!..........
VAMOS COMER OS PRODUTOS SÓ NA ÉPOCA EM QUE SÃO PRODUZIDOS !..............................................
VAMOS TODOS SEPARAR O LIXO E FAZER A RECICLAGEM!

sábado, 1 de julho de 2017

Conserva de couve roxa

Couve roxa, plantada no quintal e criada sem pesticidas nem fertilizantes químicos. 
Quando plantei achei que ia ter muita, que podia fazer muitos frascos mas, ficou pequenina, não deu couves grandes, de qualquer maneira estou satisfeita.
Hoje resolvi fazer a conserva, depois de pesquisar, (em português não achei nada, só pickles com muito vinagre)  com ajuda de um tradutor (o meu companheiro) e a ajuda deste site lá consegui, agora é esperar até poder experimentar.
a couve já cortada e lavada
                                                   A receita para um litro de água
- 1 l de água fria
- 20 colheres de sopa rasas de açúcar
- 8 colheres de chá de sal
- 20 grãos de pimenta preta
-3dl de vinagre bom eu usei de maçã
Fazer a calda que achar necessária e misturar bem.
Depois de esterilizar os frascos, enche-los com a couve, sem apertar, de seguida encher os frascos com a calda, deixar cerca de dois centímetros até à borda.
Colocar os frascos dentro do tacho e deixar aquecer até a couve começar a fazer umas bolhinhas, não precisa ferver realmente.
Tapar os frascos e envolve-los com uma manta para poderem arrefecer lentamente.
Devem ficar a descansar pelo menos 30 dias.

os frascos devem ser esterilizados 

depois de prontos vão a banho maria até começar a ferver

são guardados enrolados numa manta para arrefecer lentamente

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Novas aquisições para o quintal

Uma oferta de (Aromas da Vila) duas plantinhas de Stévia!
 Já chegaram as plantinhas, oferta de Aromas da Vila, já estão em vasos com todo o carinho, uma na janela da casa de banho e outra cá fora na varanda perto dos manjericos.
 ... agora é rezar para não morrerem e crescerem com saúde

terça-feira, 20 de junho de 2017

Agricultura sintrópica parte 3

Tudo nas calmas, sem uma gota de água, muita coisa (a maioria) morreu mas, já se comeram alfaces, beterrabas, batatas e couves galegas, essas estão boas...
Alface

Bringela

Beterraba

Tomateiro

Batata
Por agora é tudo, a experiência continua, ainda esta manhã andei a dar a volta às daninhas, essas crescem por todo o lado, cortar e colocar em volta das plantinhas para manter a humidade.
Fiz questão de não regar nada para ver até onde se pode fazer algo sem água mas, este ano não vai poder servir de exemplo, o resto do quintal anda a ser regado diariamente desde Março... Assim vai a horta

domingo, 18 de junho de 2017

Novidades no quintal!

Tenho andado afastada mas, não esquecida....
O verão está aí em força, tem que se regar todos os dias, as ervas daninhas não dão sossego e agora para complicar ainda mais, anda um toupeira a dar conta de tudo.
 Entretanto fiz umas conservas de beterraba roxa e branca também, já provadas e aprovadas,
criei também uma pagina no Facebook
https://www.facebook.com/Biohorticulas/
Por hoje é tudo, em breve voltarei com mais noticias...

segunda-feira, 20 de março de 2017

Agricultura sintrópica parte 2

Inspirada pelo Sr Ernest Gotsch continuo com as minhas experiências.
Estou muito confiante que esta ideia possa resultar. Com todas as pesquisas que fiz não encontrei nada em portugal mas, acho que seguindo estes ensinamentos, possa fazer com as nossas árvores nativas; marmeleiro, nespereira, ameixoeira, figueira, plantas e hortaliças uma verdadeira sintropia..



Na 1ª fase, plantei arbustos de marmeleiro e gogi juntamente com sementes de feijão preto, abobora, milho e espargos, só para ajudar a germinação, nos intervalos coloquei troncos de couves galega e outros troncos das sobras das podas. Seguidamente vou cobrir tudo com mato e plantar hortaliças a ver

Numa 2ª fase, onde já havia couve galega, coloquei nos intervalos bastante mato, (ervas daninhas que ceifei), aí plantei; courgettes, pepinos, beringela e tomates


Na parte mais antiga começada no outono, plantei arbustos de marmeleiro e Gogi aos quais vou colocando sempre mais mato para manter tudo fresco e bem isolado, as sementinhas vêm todas a furar



                                                                    Aqui a 2ª fase

Aqui a parte mais antiga do outono

  ....Onde as plantinhas vêm a furar muito tímidas mas, confiantes
As fotos não transmitem uma ideia fiel do que se está a passar neste quintal, no futuro veremos melhor

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Agricultura sintrópica Parte 1

 No fundo do quintal há um espaço que nunca consegui fazer lá nada. 
No inverno fica encharcado tipo pântano e no Verão fica seca com rachas e dura impossível de trabalhar. aquele espaço ficou muito fundo devido ao uso dos tractores durante anos... não sabia o que fazer, achava que estava muito funda mas não tinha uma solução.
No Outono, ainda estava tudo muito seco e não havia nada que eu conseguisse fazer ali.
Peguei em ramos de pinheiro e fiz uma espécie de parede mesmo na linha de separação do meu quintal e dos quintais da minha e irmã e do vizinho. a partir dessa linha cobri todo o solo que eu já sabia que ia ficar muito mole assim que chovesse
No inicio do inverno espalhei sementes de forma aleatória, nem sabia muito bem se iria resultar ou não, eu só queria tentar elevar o terreno para não ficar tão encharcado e fixar todos os ramos que espalhei. Há dias ouvi uma palavra que me deixou de orelhas em pé, fui pesquisar e parece que sem querer tinha iniciado uma técnica já com mais de trinta anos mas, que para mim é novidade, Agricultura sintrópica 
                                                 
 Hoje voltei lá para continuar, plantei alguns arbustos para dar inicio a uma sebe e junto como manda a tal técnica, semeei feijão preto, sementes de abóboras e mais algumas sementes, todas misturadas....
 Entretanto dei por mim a pisar as sementes que tinha espalhado anteriormente, tremoços, favas, grão e couves, está tudo a furar os ramos e a crescer muito bonitas a pesar de a terra estar muito mole por baixo...


Do que pesquisei, quase tudo é brasileiro e em terrenos que estavam muito degradados, devido ao uso de fertilizantes e pesticidas, aqui não será o caso mas, a verdade é que ali nada se tem dado...
Veremos se resulta, eu vou mostrando a minha experiência.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

A Primavera já chegou ao quintal

A Primavera já chegou ao quintal, este damasqueiro que no ano passado não deu nada, está assim...
 ... Lindo e com tanta flor alguma coisa há-de dar!
 Os alhos semeados em Dezembro e Janeiro...
 ... e aqui os do Entrudo, para ter alho cabeçudo, veremos!
 Há também vários canteiros de couve Portuguesa, rabanetes e cenouras.
Aqui a primeira experiência de consorciação. Couve intervalada com feijão preto, (sim eu sei que é cedo) mas, isto é experiência
Aqui está um exemplo daquilo que quero fazer

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

ECO-MINHOCAS

Acabei de fazer um grande investimento para ter produtos livres de fertilizantes químicos!
Acabou de chegar a encomenda das eco-minhocas

Já as coloquei no ninho, ou seja na cama... Na cama?
- Não, na casa onde vão comer e digerir o nosso lixo orgânico e transforma-lo num rico húmus para cultivar as nossas hortaliças.
                                         
 ... e cá estão já descansadinhas
Aqui pode pesquisar sobre o assunto   http://www.ecominhocas.pt/